Marcar Consulta
Nutrição Funcional

Blog Nutrição Funcional

Gisela Carrilho
Qual é a melhor maneira do seu filho comer legumes?
12 Julho 2013

De acordo com um recente estudo publicado no Psychological Science mesmo as crianças muito pequenas podem ser beneficiadas com leitura sobre alimentação incentivando-as a entender por que é saudável comer alimentos variados. O resultado da experiência foi que o grupo de crianças avaliadas passaram a comer legumes por vontade própria.

De acordo com os investigadores as crianças têm curiosidade natural, querem entender por que e como as coisas funcionam e é preciso simplificar as coisas. No entanto, simplificar demais tira às crianças a oportunidade de aprender e avançar o seu pensamento. As investigadores responsáveis desenvolveram cinco livros de histórias que procuraram rever o que as crianças já sabiam sobre vários temas relacionados com alimentação, como a variedade dos alimentos, a digestão, os grupos de alimentos e os nutrientes.

O estudo envolveu mais de 160 crianças com idades entre 4 e 5 anos, tendo sido distribuído em algumas salas de aula do pré-escolar, livros sobre nutrição durante a hora do lanche durante 3 meses, enquanto noutras salas de aula os alunos apenas lancharam. Posteriormente foram feitas perguntas sobre nutrição às crianças. Os resultados mostraram que as que tinham lido os livros sobre nutrição:

-  Estavam mais propensas a entender que os alimentos tinha nutrientes e quais os diferentes tipos de nutrientes importantes para várias funções do corpo.
- Estavam mais informadas sobre os processos digestivos.
- Duplicaram a ingestão voluntária de vegetais durante a hora do lanche, depois da intervenção, enquanto a quantidade que comeram permaneceu a mesma.

Comentários:
-
Através de medidas tão simples como estas as crianças e adolescentes podem mudar os seus hábitos alimentares fomentando práticas saudáveis conscientes na hora do lanche e que se repercutem no seu dia-a-dia a longo prazo.
Nota: imagem retirada daqui.


Nutrição para a saúde
Publicado por:
Gisela Carrilho
Partilhe

0 Comentários

Inserir Comentário

Entrar




Novo Utilizador?
Recuperar Password