Marcar Consulta
Nutrição Funcional

Blog Nutrição Funcional

Adoçante pode mesmo ser pior que o açúcar
Helena Santos
Adoçante pode mesmo ser pior que o açúcar
22 Julho 2013

Dois estudos publicados recentemente (Trends in endocrinology and metabolism e Behavioral neuroscience), mantêm a polémica em torno dos adoçantes artificiais. A ausência de calorias e poder adoçante maior que o açúcar, torna-os apetecíveis principalmente a quem quer controlar o peso. Mas talvez estes auxiliares não sejam a melhor opção.

Estes estudos demonstraram que ratinhos com tendência para aumentar de peso e com uma alimentação semelhante à alimentação ocidental em termos de gordura, aumentavam mais de peso com o uso do adoçante do que ratinhos que não o consumiam. O efeito foi mais marcado nas fêmeas. Ao que parece, o facto de haver a sabor doce mas ausência de calorias, altera o normal funcionamento do metabolismo, podendo levar a maior vontade de comer.

São estudos animais é certo, mas se puder evite os adoçantes artificiais. De nada adianta usar adoçante mas continuar a ter uma alimentação desequilibrada. Aliás, só se está a prejudicar!

Use açúcar mascavado, mel ou stevia em pouca quantidade e elimine açúcar de tudo o que puder.

Tomar café sem açúcar por exemplo, é uma questão de experimentar diversas vezes até criar habituação ao sabor. 

Tenha também atenção aos rótulos, pois o adoçante pode estar ondem menos espera.


Nutrição e Cerebro
Nutrição para a saúde
Obesidade
Publicado por:
Helena Santos
Partilhe

0 Comentários

Inserir Comentário

Entrar




Novo Utilizador?
Recuperar Password