Marcar Consulta
Nutrição Funcional

Blog Nutrição Funcional

A resistência à insulina está associada a um maior consumo de doces
Gisela Carrilho
A resistência à insulina está associada a um maior consumo de doces
14 Junho 2013

De acordo com um recente estudo apresentado no meeting da Society of Nuclear Medicine and Molecular Imagingresistência à insulina está associada, particularmente, a uma ingestão excessiva de alimentos doces. Julga-se que isto se deva a uma disfunção nos mecanismos centrais de regulação do apetite e prazer.

A dopamina é uma substância ligada à sensação de prazer e bem-estar no cérebro. De acordo com os investigadores  os indivíduos resistentes à insulina apresentam uma menor libertação de dopamina no cérebro após ingestão de açúcar. A dopamina está relacionada com o sistema de recompensa e prazer, que parece não funcionar normalmente nestas pessoas.

Os investigadores especulam que isso poderá levar ao consumo alimentar excessivo de forma a compensar a resposta atenuada.

Estes resultados definem, assim,  um caminho para novos estudos clínicos utilizando métodos de imagem molecular que avaliem a ligação de hormonas periféricas com sistemas de neurotransmissores cerebrais e a  sua associação com comportamentos alimentares.

Comentários:
-
Este estudo pode ajudar a desenvolver novas  intervenções (por ex. Medicação ou modificações do estilo de vida) para indivíduos resistentes à insulina, em fase inicial, de modo a neutralizar a deterioração que leva à obesidade e / ou diabetes.


Nutrição para a saúde
Publicado por:
Gisela Carrilho
Partilhe

0 Comentários

Inserir Comentário

Entrar




Novo Utilizador?
Recuperar Password